PRIMAVERA VERÃO

Minas Trend

06 de Dezembro

Perspectivas para o setor da moda em 2020 em pauta

Na última reunião do ano da Câmara da Indústria do Vestuário, foi feito um balanço das ações realizadas pelo setor em 2019 e quais são as perspectivas do segmento para 2020.

O presidente da Câmara, Manoel Bernardes, destacou o Minas Trend e as capacitações das empresas por meio do programa FIEMG Competitiva como os grandes destaque do ano. “A câmara, através do Minas Trend, evoluiu muito, tivemos uma maior abrangência dos membros participantes no evento. Além disso a feira tornou-se mais sustentável, mais transparente, então sob este ponto de vista foi um grande sucesso”, analisa.

Para a última edição do Minas Trend, realizada em outubro em Belo Horizonte, o FIEMG Competitiva atendeu 43 marcas expositoras dos segmentos vestuário (16), joias e bijuterias (16), além de Bolsas e Calçados (11). Segundo levantamento, o índice de satisfação com o programa é de 95%.  

A novidade foi o crescimento da participação do segmento de lingerie e moda praia no Salão de Negócios, com inclusão de marcas dos polos de Juruaia, no Sul de Minas, e de Taiobeiras, no Norte do Estado.  Outro tema discutido na reunião, que impacta diretamente na performance das empresas em 2020, foi a Liberdade Econômica. O advogado Henrique Andrade Rodrigues, apresentou uma pesquisa feita com empresários sobre a percepção de como o excesso de burocracia no país causa prejuízos para a indústria. De acordo com o documento, cerca de 25% dos respondentes considera muito alta a burocracia no Brasil.

Neste sentido, Bernardes citou o programa Minas Livre para Crescer, lançado no dia 04/12 na FIEMG, como um passo importante para a desburocratização do estado e consequentemente, para o crescimento das empresas.  O Minas Livre para Crescer é um programa do Governo do Estado e conta com o apoio de diversas entidades de classe, entre elas, a FIEMG, tem o objetivo de tornar Minas o estado mais livre de se empreender no país, com mais competividade e atrativos para se investir. “Essas reformas são muito importantes, pois trarão um fôlego para as empresas para investir e se reorganizar”, acredita.


Para 2020, o planejamento estratégico foi refeito, e o objetivo é realizar as ações de forma descentralizada. “A ideia é partilhar com os presidentes de sindicatos a lideranças de alguns processos, para que possamos descentralizar a ação da câmara e torná-la mais efetiva”, finaliza o empresário.  
   

ver todas noticias